Sol: Inimigo ou Amigo do Nosso Corpo?

Sol: Inimigo ou Amigo do Nosso Corpo?É fácil dizer quando o verão está indo embora. Aqueles luais à noite nas margens de um lago ou na praia, acabam por que o outono começa a dar os seus primeiros sinais, o clima muda e chega aquele “arzinho frio”. As longas horas sob o sol quente das praias deslumbrantes cheias de gente, agora transformaram-se em reuniões ao redor de uma fogueira. É evidente que o outono chegou para ficar!

Com a fuga do verão vem as novas tendências, as roupas, os tecidos, sapatos e acessórios em tons mais escuros. E é nesse momento que devemos ficar atentos, pois assim como no verão, no outono também devemos cuidar da nossa pele e corpo, aproveitar a luz solar que muitas das vezes é considerada como uma vilã responsável por manchas, queimaduras e câncer de pele, o sol pode ser um grande aliado da saúde.

Muita gente não sabe, mas a falta de exposição à luz solar, é a causa da deficiência de vitamina D que, na forma grave, causa doenças como o raquitismo e osteomalácia. Em casos menos graves, aumenta o risco de alguns cânceres, como o de cólon e de mama, doenças cardiovasculares, hipertensão e pré-eclâmpsia na gravidez.

Além disso, a deficiência de vitamina D aumenta o risco de doenças imunológicas (como esclerose múltipla, artrite reumatóide e lúpus), e, durante a gestação ou na infância, aumenta o risco do indivíduo desenvolver diabetes tipo 1, no futuro.

Para prevenir todas essas complicações basta que braços e pernas sejam expostos ao sol, três vezes por semana, de quinze a trinta minutos, dependendo da cor da pele de acordo com as recomendações dos dermatologistas.

Essas e outras conclusões estão na dissertação de mestrado da médica endocrinologista Bárbara Campolina Carvalho Silva, que desenvolveu estudo sob orientação da professora Maria Marta Sarquis Soares, junto ao Programa de Pós-graduação na Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFMG, onde conclui-se a alta taxa de deficiência de vitamina D entre os brasileiros.

“A luz do sol é a principal ferramenta, e a mais barata, que os brasileiros podem contar para obter a vitamina D (ou colecalciferol), sintetizada pela pele ao receber os raios ultravioleta”, esclarece. Em lugares onde há pouca incidência solar, como países do norte da Europa e dos Estados Unidos e Canadá, existem políticas de fortificação de alimentos com vitamina D, fato que não ocorre no Brasil.

“Apesar de morarmos em um país ensolarado, estamos perdendo o hábito de nos expormos ao sol. E os alimentos que contêm vitamina D naturalmente são poucos. Já os que contém adição desta vitamina o têm em quantidades muito baixas”, alerta Bárbara Campolina, reforçando que a forma mais fácil de adquirir a vitamina é através do sol, e não da alimentação.

Para a endocrinologista, os brasileiros não se expõem ao sol apenas pelo medo de câncer de pele. “A gente parou de caminhar ao sol para trabalhar. Agora, acordamos cedo, ficamos o dia inteiro confinados dentro de um ambiente fechado e só voltamos para casa à noite”, observa, como forma de alertar para os riscos dessa prática comum em nossos dias.

Recomendações

O ideal para que a exposição ao sol seja terapêutica é que ela ocorra, durante poucos minutos, sem que a pessoa use protetor solar nos membros, mas é permitido passar no rosto e no colo. Também é necessário que ela ocorra entre 10h e 15h, horário que os dermatologistas geralmente falam para evitar o sol. Mas como se trata de uma exposição crônica, toda semana e por um tempo muito curto, os dermatologistas concordam que não há risco para a pele e faz bem. Garantindo que isso não aumentaria a incidência de câncer de pele. “O que faz mal é nunca tomar sol e ir à praia uma vez ao ano e exagerar, ficar vermelho, cheio de bolhas. Essa não é uma exposição saudável”, ensina.

Então lembre-se, que assim como no verão você esteve linda e aproveitou o sol agora no outono, em todas as estações, você também deve aproveitar o sol, tirando aquilo que a luz solar pode oferecer de melhor para o seu organismo!

Os benefícios do sol
Matérias Relacionadas
Saúde da Mulher Manicure Permanente não Convence Dermatologistas

Sempre encontramos novidades entre os produtos de beleza e uma delas é a manicure permanente, ou seja, os esmaltes de

Saúde da Mulher Pêssego Inibe a Metástase do Câncer de Mama

O pêssego é um grande aliado no câncer de mama, mas a boa notícia é que acabaram de descobrir que

Beleza da Mulher Dicas para Lábios Secos

A pele dos nossos lábios é bastante sensível e por diversas razões eles podem se tornar ressecados ou rachados. Algumas

Cuidado com a pele Vitiligo: Despigmentação da Pele

O vitiligo não é uma doença que afeta a pele com o aparecimento de manchas esbranquiçadas na mesma, que podem

Saúde da Mulher Cuidados com a Pele no Verão

Quando chega o verão a exposição ao sol se torna algo muito mais frequente e apesar da exposição solar ser

Comentário Anônimo(opcional)

Comentário com seu Facebook
Nenhum Comentario para Dicas "Sol: Inimigo ou Amigo do Nosso Corpo?"