Pressão Alta: Conhecer os Sintomas pode Salvar Sua Vida

pressao alta conhecer os sintomas pode salvar sua vidaOs sintomas da pressão alta são: dores de cabeça, tonturas, visão turva, sentir os ouvidos latejantes, ritmo cardíaco rápido ou lento, nervosismo, falta de desejo sexual.

Esta não é uma lista completa, mas são os sintomas mais comuns que os médicos vêem nos dias de hoje. Estes sintomas são geralmente ignorados pelas pessoas, mas é aconselhável sempre verificar a pressão arterial diariamente, se você estiver sentindo algum destes sintomas de maneira regular. Ataques cardíacos, lesões nos olhos e visão são apenas alguns dos danos que provoca a pressão arterial elevada. E a pressão alta é uma doença silenciosa, seus sintomas são confundidos com outras enfermidades, por isso é imprescindível a verificação da pressão.

É importante que se você tiver algum desses sintomas, consulte um médico o mais rápido possível ou verifique a pressão. Os ataques cardíacos ocorrem porque o coração está sobrecarregado e não pode trabalhar com o oxigênio disponível, então faltará oxigênio para o coração e o cérebro.

A pessoa também pode sentir falta de ar, o que geralmente é causado pela obesidade em pessoas com pressão arterial elevada. Por outro lado, se a pressão tem subido sem controle, ou diminuindo de maneira estranha sem haver uma alteração da medicação, a falta de ar pode ser um sintoma precoce de insuficiência cardíaca.

A falta de ar é o que acontece quando você se exercita e você sente que falta o ar, e é este sintoma que geralmente as pessoas percebem em primeiro lugar, por isso, se você se sentir assim quando subir uma escada pode significar que você tem enfisema, embora seja um sintoma de doenças cardíacas e alguns tipos de câncer. Por isso a necessidade de procurar o médico, fazer exames precisos para que não haja complicações inesperadas e fazer um diagnóstico certo do problema.

A pressão sanguínea alta ou hipertensão arterial é uma condição que requer, por vezes, medicações para o tratamento e também uma mudança no estilo de vida, na alimentação e na realização de exercício. Detectar, prevenir e tratar a hipertensão é muito importante para evitar doenças, acidentes vasculares cerebrais (AVC ou conhecido também como derrame cerebral) e ataques cardíacos. É por isso que você deve estar ciente dos sintomas e realizar um check-up pelo menos uma vez por ano.

Alimentos que afetam a pressão arterial

Sal: Se você reduzir o seu consumo tende a diminuir o risco de hipertensão, ou, no caso que você já tenha, a pressão arterial será mais fácil de manter sob controle.

Cafeína: A cafeína é um estimulante que pode aumentar a pressão sanguínea, por isso as pessoas com hipertensão devem evitar o consumo de café ou qualquer alimento que contenha cafeína.

Álcool: O álcool altera as paredes dos vasos sanguíneos, tornando-as mais rígidas.

Ácido Fólico: Nas mulheres está comprovado que ajuda a reduzir a pressão.

Potássio: Se não se consome o suficiente pode levar a um aumento da pressão arterial.

Magnésio: Alguns estudos mostram que o magnésio pode ter efeitos positivos no tratamento da hipertensão.

Causas da hipertensão arterial

Na maioria dos casos de hipertensão arterial, a American Heart Association diz que não há nenhuma causa identificável. Este tipo de pressão alta se chama hipertensão primária ou hipertensão essencial, que é normalmente uma combinação de fatores, tais como:

Excesso de peso: Quanto maior for a nossa massa corporal, mais pressão haverá sobre as paredes das nossas artérias. Isto é porque mais sangue se produz para proporcionar nutrientes e oxigênio aos tecidos do corpo.

Nível de atividade física: A falta de exercícios físicos tende a aumentar o ritmo cardíaco, forçando o coração a trabalhar mais em cada contração.

Tabagismo: Os produtos químicos nos cigarros e tabaco podem danificar as paredes das artérias.

Consumo de sódio: O sódio em excesso na dieta pode resultar em retenção de líquidos e pressão arterial elevada, especialmente em pessoas sensíveis ao sal.

Potássio: Um baixo nível de potássio pode resultar em um elevado nível de sódio nas células, uma vez que ambos se equilibram.

Estresse: O estresse pode aumentar a pressão arterial.

Álcool: O consumo excessivo de álcool pode com o tempo aumentar o risco de sofrer de uma doença cardíaca.

Idade: O risco de sofrer de hipertensão arterial aumenta à medida que envelhecemos.

História familiar: Muitas vezes a condição é passada nos genes.

Porque o risco de hipertensão aumenta com a idade?

  • As artérias endurecem
  • A pessoa se torna menos ativa
  • Diminui a atividade dos rins
  • O corpo não processa o sal da melhor maneira
  • O corpo é mais sensível ao sal e outros fatores
  • Mudanças hormonais, como a menopausa

Uma pessoa de 30 anos pode ter alguns valores altos de pressão arterial, porém voltam ao normal. À medida que esta pessoa envelhece os valores aumentam. Se a pessoa desenvolver hipertensão antes dos 50 anos, aumenta o risco de ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral. Se não for tratada, a hipertensão pode reduzir a expectativa de vida de uma pessoa em dez anos ou mais.

  • Os homens muitas vezes desenvolvem pressão arterial elevada entre 35-55 anos.
  • As mulheres desenvolvem hipertensão arterial após a menopausa.

A hipertensão pode também ser causada por uma doença subjacente, tais como enfermidade renal, distúrbios hormonais, doenças da tiróide, enfermidades da glândula supra-renal e a utilização de certas drogas, tais como contraceptivos e ervas aromáticas, tais como alcaçuz. Este tipo de pressão arterial elevada é chamada de hipertensão secundária.

Como o sal afeta a pressão arterial

O sal ou sódio é essencial para o nosso corpo. Normalmente, os rins controlam o nível de sal. Quando o consumo de sal é muito alto, os rins não conseguem ser eficazes, então o sal acaba indo para a corrente sanguínea. O sal atrai a água, de modo que quando existe muito sal no sangue, isto vai atrair mais água. Mais água aumenta o volume de sangue e consequentemente aumenta a pressão sanguínea.

Ingestão de sal recomendada

Necessitamos de cerca de 500 miligramas de sal por dia para que o corpo funcione. A maioria das pessoas consome dez vezes essa quantia por dia, isto é, 5000 miligramas ou 5 gramas. A quantidade recomendada de sal para as pessoas com pressão arterial elevada é de cerca de 1.500 miligramas por dia, e qualquer redução no consumo ajuda a reduzir a pressão.

Como reduzir o consumo de sal

Os alimentos processados ​​usam o sal como aditivo. Cerca de 80% do consumo diário de sal vem de alimentos processados. Se comermos apenas alimentos naturais e limitarmos o consumo de sal de cozinha, poderíamos reduzir seu consumo.

A hipertensão arterial ou pressão alta é considerada uma enfermidade moderna, que pode levar a um ataque cardíaco ou uma parada do coração. Assim que os sintomas aparecem, deve- se procurar tratamento imediatamente. A hipertensão, se não tratada, pode levar a um aumento do coração, pois ele precisa de mais força para bombear o sangue através do aumento da resistência nas artérias.

Se uma pessoa sente que tem algum destes sintomas de pressão alta, ela deve procurar imediatamente orientação médica. O médico irá verificar a pressão arterial várias vezes e realizará alguns testes simples. Incluindo pedir ao paciente para verificar sua pressão todos os dias por algumas semanas antes de uma visita de retorno. Leia mais sobre A Diferença Entre Sal Marinho e Sal Refinado ou Sal Comum e descubra qual dos dois é melhor para a saúde.

Os medicamentos geralmente não são prescritos até que o médico determine que os sintomas constatados sejam devido à pressão alta.

Lembrem-se, os sintomas que podem indicar hipertensão são:

  • Dores de cabeça: Elas podem ser constantes e te impedir de ter uma vida normal.
  • Confusão: Normalmente, sem motivo aparente.
  • Fadiga: Pode ser devido a outros fatores, mas também indicam hipertensão.
  • Dor intensa no peito: Qualquer dor no peito deve ser examinada por um médico imediatamente.
  • Falta de ar: Esteja ciente da sensação de peso no peito.
  • Sangue na urina: Verificar a cor da urina. Se estiver rosada consulte um médico.
  • Alterações na visão: A visão turva e quaisquer outras alterações na visão.

Como prevenir a hipertensão arterial

Medidas podem ser tomadas para prevenir a hipertensão adotando um estilo de vida saudável. Esses passos incluem a manutenção de um peso saudável, ser fisicamente ativo, seguir um plano de alimentação saudável que seja regado a frutas, legumes e produtos lácteos desnatados. Escolher e preparar os alimentos com menos sal de cozinha e sódio, e se você beber álcool, beba com moderação.

Como ter um estilo de vida saudável ​​para prevenir e controlar a pressão arterial elevada:

1. Seguir um plano de alimentação saudável

Pesquisas já mostraram que seguir um plano de alimentação saudável pode reduzir o risco de desenvolver hipertensão arterial e baixar a pressão arterial, se é que você já a tem.

A dieta DASH é um regime adequado para as pessoas hipertensas ou pré-hipertensas sem a necessidade de medicação. DASH significa “Dietary Approaches to Stop Hypertension”. A denominação dieta DASH surgiu a partir de um estudo realizado, por cientistas norte-americanos, com o apoio do National Heart, Lung, and Blood Institute (NHLBI). Um estudo clínico demonstrou os efeitos dos nutrientes dos alimentos sobre a pressão sanguínea. Os resultados do estudo indicaram que a elevação da pressão arterial era reduzida através de um plano de alimentação que enfatiza frutas, verduras e laticínios de baixo teor de gordura e baixo teor de gordura saturada, gordura total e colesterol. A dieta DASH inclui grãos integrais, aves, peixes e nozes, e reduz a quantidade de gordura, carne vermelha, doces e bebidas açucaradas.

Um segundo estudo clínico, chamado de “DASH Sodium”, buscou o efeito reduzido de sódio na pressão arterial de pessoas à medida que seguiram a dieta DASH ou outra dieta “magra”. Os resultados mostraram que reduzir o consumo de sódio abaixa a pressão arterial naquelas pessoas que seguiram a dieta DASH e a dieta tradicional, porém a melhor redução foi naquelas que seguiram a dieta DASH.

Este estudo mostra a importância de reduzir a ingestão de sódio seja qual for sua dieta. Mas, para a melhor combinação, siga a dieta DASH e reduza a ingestão de sal.

2. Reduza o sal e sódio em sua dieta

O importante para uma alimentação saudável é escolher alimentos de baixo teor de sódio e sal. A maioria das pessoas consomem mais do que necessitam. A recomendação é consumir menos de 2,4 gr de sódio por dia. Isso significa 6 gr, cerca de uma colher de chá de sal de mesa a cada dia. Os 6 gr incluem todo o sal e sódio consumidos, incluindo aqueles usados ​​para cozinhar e o usado na mesa.

Para alguém com pressão arterial elevada, o médico pode recomendar comer menos sal e sódio, já que um estudo recente mostrou que pessoas que consomem 1,5 gr de sódio tiveram melhores efeitos de redução da pressão arterial. Estas dietas baixas em sódio também podem evitar que a pressão arterial aumente e auxiliem os medicamentos para a hipertensão funcionarem melhor.

3. Atividade Física

Ser fisicamente ativo é um dos passos mais importantes para prevenir ou controlar a hipertensão. Também ajuda a reduzir o risco de doença cardiovascular e não é preciso muito esforço para tornar-se uma pessoa fisicamente ativa.

4. Limite o consumo de álcool

O álcool pode aumentar a pressão arterial. Ele também pode causar danos ao fígado, cérebro e coração. As bebidas alcoólicas também contêm calorias que importam quando você está tentando perder peso. Se você beber, faça-o de uma forma realmente moderada.

5. Parar de fumar

Fumar prejudica as paredes dos vasos sanguíneos e acelera o processo de endurecimento das artérias. Isso acontece com todos os tipos de cigarros e charutos. Mesmo que não cause hipertensão arterial, fumar é ruim para qualquer um, especialmente se você sofre com isso. Se você fuma, pare. Se você não fuma, não tente começar. Uma vez que você parar de fumar, o risco de ter um ataque cardíaco é reduzido após o primeiro ano. Então você tem tudo a ganhar se você deixar de fumar.

Alimentos para prevenir a hipertensão

O potássio, o cálcio, o magnésio, o óleo de peixe e o alho ajudam a evitar a hipertensão.

Os remédios naturais para a hipertensão

As mudanças no estilo de vida e os remédios naturais podem ajudar a controlar a hipertensão, mas o médico também pode recomendar medicamentos para baixar a pressão arterial. É importante consultar um médico porque a hipertensão não tratada pode danificar órgãos e aumentar o risco de ataque cardíaco, acidente vascular cerebral, enfermidades renais e perda da visão.

Coenzima Q10

Existe alguma evidência de que o suplemento de Coenzima Q10 pode ajudar a reduzir a pressão sanguínea elevada. Um estudo de doze semanas, um duplo-cego (método de estudo onde seres humanos são testados sem que saibam com qual o tipo de tratamento ou medicamento estão usando) controlado com placebo realizado em 83 pessoas com hipertensão sistólica examinou o efeito do suplemento Q10 (60 mg por dia). Depois de doze semanas houve uma redução média na pressão sanguínea sistólica de 17,8 mmHg no grupo tratado com Coenzima Q10.

Outro estudo conduzido pela Universidade da Austrália verificou o efeito da Coenzima Q10 na pressão arterial e controle glicêmico em 74 pessoas com diabetes tipo 2. Foi designado aleatoriamente aos participantes para receber 100 mg de Coenzima Q10, duas vezes ao dia; 200 mg de outra droga, ambas, ou nenhuma durante 12 semanas.

A Coenzima Q10 reduziu significativamente a pressão arterial sistólica e diastólica (uma média de 6,1 mm de Hg e 2,9 mm de Hg, respectivamente). Também houve a redução em longo prazo da glicemia.

Alho

Em uma análise controlada de sete experiências aleatórias em pessoas hipertensas com suplementos de alho, três análises mostraram uma redução na pressão arterial sistólica e quatro na pressão diastólica. Os pesquisadores concluíram que os suplementos de alho podem ser de uso clínico em pacientes com pressão arterial moderada.

Os suplementos de alho só devem ser utilizados sob a supervisão de um médico. O alho pode diluir o sangue (reduzir a sua capacidade de coagular), semelhante ao efeito da aspirina. O alho pode interagir com muitos medicamentos e suplementos. Geralmente recomenda-se que as pessoas que tomam alho parem com o tratamento nas semanas anteriores a uma intervenção cirúrgica.

Óleo de peixe

Estudos preliminares sugerem que o óleo de peixe pode ter um efeito moderado na hipertensão. Embora o suplemento de óleo de peixe muitas vezes contenha ácido docosahexaenóico (DHA) e eicosapentaenóico (EPA), existem evidências de que o primeiro é que reduz a pressão arterial alta.

O ácido fólico

O ácido fólico é uma vitamina B necessária para a formação dos glóbulos vermelhos do sangue. Ele pode ajudar a reduzir a pressão arterial em algumas pessoas.

Pressão alta - O que é isso?
Matérias Relacionadas
Saúde da Mulher Tomar Analgésicos em Excesso Pode Provocar Infarto

Alguns medicamentos quando consumidos em excesso em vez de trazer benefícios causam problemas para saúde. Por isso, é necessário consultar

Saúde da Mulher O Perigo do Sal Escondido na Nossa Alimentação

O sal está presente em muitos alimentos e além disso, acrescentamos mais sal as nossas refeições diárias isso pode causar

Saúde da Mulher Café Reduz o Risco de Derrame em Mulheres

Muitos pensam que o café pode ser prejudicial para a saúde, mas muito existem evidências de que o seu consumo

Maternidade Posso ser Mãe aos 40 Anos?

Ser mãe é o grande desejo de muitas mulheres e não existe uma idade certa para isso. Mas para as

Saúde da Mulher Benefícios e Contraindicações do Ginseng

Nós sempre estamos em busca de formas naturais para tratar condições do nosso organismo ou mesmo para alcançar benefícios. Hoje

Comentário Anônimo(opcional)

Comentário com seu Facebook
Nenhum Comentario para Dicas "Pressão Alta: Conhecer os Sintomas pode Salvar Sua Vida"