O que Acontece cada Vez que Você Fica com Raiva

O que Acontece cada Vez que Você Fica com Raiva

As emoções são parte do nosso sentir diário e lidar com elas não é nada fácil. Como mulheres temos este aspecto extremamente desenvolvido, porque o nosso cérebro límbico (unidade do cérebro responsável pelas emoções e comportamentos sociais) funciona mais do que nos homens e, portanto, devemos prestar mais atenção, pois é muito importante aprender a lidar com isso.

Qual será o efeito que tem nosso temperamento, cada vez que ficamos com raiva? Há ocasiões ou situações que conseguem nos tirar do sério completamente e em muitos momentos realmente não sabemos como reagir, ou simplesmente reagimos e pronto! Mas o que está por trás dessas manifestações, que efeitos colaterais podem levar um temperamento ruim, ou chegar ao ponto de perder a cabeça e fazer coisas que vamos nos arrepender mais tarde?

Todas as pessoas ficam com raiva. A raiva é normal e é uma resposta instintiva a algo que está nos ameaçando. Compreender isto é muito importante, pois muitas vezes nos sentimos mal sobre nós mesmos depois da raiva e dizemos coisas como: “Eu não deveria estar com raiva”, como se isso fosse possível!

O problema com a raiva não é a raiva em si, mas quando a raiva é muito grande e não nos permite tomar decisões adequadas e agir de forma sensata. Quando ficamos com raiva também tomamos uma posição de batalha contra aquele que está nos atacando, e nossa percepção da situação fica totalmente voltada para a nossa vontade e necessidade de vencer essa batalha, o que geralmente não é muito recomendado nem para as relações com outros e nem para a nossa saúde.

Nós não podemos decidir se ficamos ou não com raiva, mas podemos decidir duas coisas muito importantes:

O que fazer com nossa raiva?

Quando percebemos que a raiva está tomando conta dos nossos pensamentos podemos lidar com isso da seguinte forma:

• Se a raiva não é muito grande, mas você percebe que a situação está ficando fora do controle (por exemplo, se você está discutindo com o seu parceiro e senti que sua raiva está aumentando), você deve parar a discussão, dar uma volta ou sair mesmo por alguns minutos, para evitar que a raiva aumente. Uma vez que você se acalme vai ser mais fácil lidar com a situação novamente.

• Uma vez que você foi embora, você pode driblar sua raiva de uma maneira inteligente e saudável Não se trata de reprimir a raiva, mas sim de saber manifestá-la. Alguns exercícios úteis para conter a raiva são: exercício físico, golpear um travesseiro, escrever sobre o que te deixa com raiva, ou respirar profunda e lentamente.

• Se você não pode deixar o lugar da discussão, então trate de se manter emocionalmente estável. Comece a fazer respirações profundas lentamente, e ponha a sua atenção na sua respiração. Pense que nesse momento não vale a pena ficar batendo na mesma tecla, isso somente aumentará sua raiva e a discussão. É mais inteligente aprender a controlar sua raiva do que ganhar uma briga.

Aprender a ser menos vulnerável em situações que nos fazem ficar com raiva

• Muitas vezes nós dizemos coisas como, “você me deixou com raiva”, quando na verdade ninguém pode nos fazer ficar com raiva. Ficamos com raiva quando as coisas acontecem e nos encontramos sensíveis demais. Cada pessoa é sensível a questões diferentes. É por isso que um comentário como “você é estúpida”, em alguém pode provocar riso, enquanto em outra estimula uma raiva tremenda.

Todas nós temos “botões” que são sensíveis, e se você tocar nesse botão, a raiva aparece. Nada tem a ver com a outra pessoa, tem a ver com o que é um assunto delicado para você. É um tema em que sua autoestima não é muito sólida, e por isso você se sente ameaçada.

Quando algo te deixar com raiva, pergunte a você mesma, o que realmente está te irritando. Você descobrirá a causa real por trás da sua raiva.

Pergunte-se: “A que estou sendo sensível?” E você vai descobrir em que parte de sua autoestima você deve trabalhar.

Quanto menor a sua autoestima, mais “botões” sensíveis você tem, e mais irritada se sentirá. Quando sua autoestima está fortalecida, são poucas situações que podem realmente afetar você e detonar uma raiva. Trabalhar sua autoestima é essencial.

Você sabe qual é a razão principal do envelhecimento? Tanto as emoções positivas como as negativas têm suas consequências no corpo, porque elas são geradoras de milhares de substâncias que podem nos beneficiar ou nos deixar doentes.

A felicidade está dentro de nós, e não em fatores externos, porque só nós podemos decidir ser felizes ou viver no passado e lamentando-se por coisas que não aconteceram do jeito que queríamos. Lembre-se que em toda as situações negativas, podemos sempre ver o lado bom, e é aí que está a importância, saber resgatar o bom e rejeitar o mal, só assim poderemos crescer e construir nosso caráter e personalidade.

Viva como se esse dia fosse o último. Sentir-se feliz é a grande munição para quando a raiva ou qualquer luta aparecer.

Vida Melhor - Entrevista com Esther Carrenho - Como lidar com a Raiva
Matérias Relacionadas
Intimidade Feminina Desculpas para não ter Relações Sexuais

Em muitas ocasiões as mulheres utilizam desculpas para não terem relações sexuais com o seu parceiro, mas a melhor opção

Cuidado com a pele Tipos de Pele

Já ressaltamos em diversas ocasiões que a nossa pele necessita de cuidados, mas para cuidar dela de forma adequada é

Cuidado com a pele Cuidados para o Rosto Após o Verão

O verão é uma gostosa estação, o sol, praia, piscina, férias, dias mais longos… Queremos aproveitar tudo! Mas depois que

Intimidade Feminina Envelhecer com Juventude

Nesse mundo caótico que vivemos alguns privilegiados irão envelhecer. Que possamos envelhecer com juventude para podermos desfrutar de tudo que

Intimidade Feminina Como Saber se seu Homem é Inseguro

É possível conhecer um homem inseguro, a seguir damos algumas dicas que podem te ajudar a reconhecer se o seu

Comentário Anônimo(opcional)

Comentário com seu Facebook
Nenhum Comentario para Dicas "O que Acontece cada Vez que Você Fica com Raiva"