Câncer de Mama, 10 Avanços e Novidades

Câncer de Mama, 10 Avanços e NovidadesO câncer de mama é uma das doenças que mais causa mortes no universo feminino. Embora não haja cura, a cada ano os investigadores descobrem coisas novas que ajudam na prevenção e controle da doença. Neste post convidamos você a descobrir as 10 coisas sobre câncer de mama que não se conheciam há dez anos.

O risco de câncer de mama está relacionado com genes mutantes.

O risco de que uma mulher tenha câncer de mama (ou ovário) é muito maior se ela herdou os genes BRCA1 ou BRCA2. Aproximadamente 60% das mulheres com uma mutação hereditária nos genes BRCA1 ou BRCA2 irão desenvolver câncer de mama em algum momento de suas vidas, em comparação com apenas 12% das mulheres da população em geral. Os testes genéticos estão disponíveis para verificar se há mutações nos genes BRCA1 e BRCA2.

– Medicamentos direcionados podem melhorar a taxa de sobrevivência.

Os novos medicamentos direcionados, como o Herceptin, têm demonstrado melhorar a taxa de sobrevivência das mulheres com estágios avançados do câncer de mama. O tamoxifeno e outras drogas direcionadas podem também ajudar a reduzir o risco de desenvolvimento de câncer em mulheres de alto risco.

– Mulheres ativas têm menor risco de câncer de mama.

Para ajudar a reduzir o risco de câncer de mama, a Sociedade Americana de Câncer recomenda que as mulheres realizem atividade física moderada ou vigorosa por 45 a 60 minutos pelo menos cinco dias por semana. Antes se recomendava fazer 30 minutos de exercício moderado vários dias por semana.

– Os antecedentes familiares de câncer de mama não são decisivos.

Apenas 20 a 30 por cento das pessoas que têm câncer de mama têm uma história familiar da doença. Embora a genética desempenhe um papel importante no desenvolvimento da doença, isto não quer dizer que todas as mulheres estão destinadas a sofrer apenas por causa da sua história familiar.

– As mamas com maior densidade têm um risco maior.

As mamas densas possuem células que crescem em um ritmo mais rápido, o que significa que existe mais possibilidades de que algumas se tornem cancerosas ou anormais. Nestes casos, o médico muitas vezes muda do processo tradicional da mamografia para outro procedimento de imagiologia da mama.

– O tratamento de radiação nem sempre é de cinco semanas.

Segundo afirma a Sociedade Americana de Câncer, tem sido demonstrado que a radiação administrada pelo espaço de três semanas mostrou ser tão eficaz quanto o tratamento padrão para cinco semanas. Outros estudos investigam os efeitos de doses maiores em um tempo mais curto, tal como uma semana.

– O índice de massa corporal pode reduzir a resposta à quimioterapia.

Tem sido demonstrado que os pacientes com excesso de peso e obesos têm uma menor resposta à quimioterapia do que os pacientes com peso normal.

– A Lumpectomia, é o método mais comum atualmente.

Anos atrás, a mastectomia era normalmente o procedimento de maior escolha para o tratamento de câncer de mama. Hoje os médicos se inclinam mais por uma cirurgia conservadora (tumorectomia ou lumpectomia), seguida de radioterapia local para os casos de câncer em seus estágios iniciais.

– A falta de vitamina D pode estar relacionada ao câncer de mama.

Estudos recentes têm mostrado que as mulheres com câncer de mama em estágio inicial que apresentavam níveis baixos de vitamina D, tiveram mais chances de regredir sua condição em uma parte distante do corpo e menos propensas a se recuperar.

– A classificação do câncer de mama promete melhores terapias.

Recentemente, pesquisadores criaram 10 categorias nas quais classificaram os diferentes tumores de câncer de mama. Este é um grande passo para uma maior precisão no tratamento da doença e, por conseguinte, um aumento da taxa de sobrevivência das mulheres afetadas.

Tratamentos para o câncer de mama: Avanços em Hormonioterapia
Matérias Relacionadas
Saúde da Mulher Prevenção do Câncer de Mama: a Importância do seu Regime

O câncer de mama é uma das doenças, atualmente, que mais preocupam as mulheres e como tem crescido desperta o

Saúde da Mulher Câncer de Mama

O câncer de mama tem crescido no últimos tempos e deixado de ser uma doença tão temida devido a quantidade

Saúde da Mulher Pêssego Inibe a Metástase do Câncer de Mama

O pêssego é um grande aliado no câncer de mama, mas a boa notícia é que acabaram de descobrir que

Saúde da Mulher O que é Câncer de Mama

O câncer de mama é uma das doenças mais temidas pelas mulheres e que tem se tornado um assunto frequente,

Maternidade A Amamentação Reduz o Risco de Obesidade na Mãe

Todas já sabemos sobre os benefícios da amamentação para os bebês, mas existem benefícios para as mães também. Um deles,

Comentário Anônimo(opcional)

Comentário com seu Facebook
Nenhum Comentario para Dicas "Câncer de Mama, 10 Avanços e Novidades"