Obesidade Durante a Gravidez

Obesidade Durante a GravidezTalvez essa preocupação tenha começado nos tempos em que a desnutrição era um tema fundamental quando as grávidas tinham importantes complicações maternas e fetais.

No entanto, nas últimas décadas, tem aumentado exponencialmente a incidência de sobrepeso e obesidade durante a gravidez, estimando-se que 30% das mulheres são obesas na primeira consulta do pré-natal e 47% no último controle (a pesquisa também mostrou que o sobrepeso está diretamente relacionado com a idade, mais nas grávidas acima de 35 anos do que em adolescentes).

Quais são os riscos da obesidade durante a gravidez?

Para a mãe, aumenta o risco de hipertensão, pré-eclâmpsia (risco aumenta 2-3 vezes), diabetes gestacional, partos operatórios (fórceps e cesariana) e infecções no período pós-parto. Para o feto, existe maior risco de macrossomia – excesso de peso em recém-nascido (complicação mais comum), e más formações congênitas especialmente do tubo neural, cardíacas e onfalocele (defeito da parede abdominal).

Parece que não é tão “benigno” ter uns quilos a mais na gravidez, mas não para por aí, durante a vida adulta desse recém-nascido aumenta o risco de ser obeso, hipertenso e/ou diabético.

O que podemos fazer para evitar a obesidade durante a gravidez?

Antes de qualquer coisa, toda mulher que deseja engravidar e está acima do peso deve emagrecer seguindo uma dieta saudável e consciente. As mulheres que fumam, ingerem bebidas alcoólicas em excesso ou usam qualquer outro tipo de droga devem parar. Bom seria se tanto o pai quanto a mãe parassem com qualquer hábito nocivo no momento de planejar a gravidez, pois seus efeitos podem danificar geneticamente tanto os óvulos como os espermatozóides. O problema é que as políticas de saúde mantêm o foco sobre a situação de 20 ou 30 anos atrás, onde a desnutrição era o grande problema.

Quanto deveria ser o ganho de peso durante a gravidez?

Para as mulheres grávidas de ICM menor que 20 (baixo peso), o ganho de peso deve ser de 12,5Kg a 18Kg.

Para as mulheres grávidas de ICM entre 20 e 26 (normal), o ganho de peso deve ser de 11,5Kg a 16Kg.

Para as mulheres grávidas de ICM entre 26 e 30 (sobrepeso ou acima do peso), o ganho de peso deve ser de 7Kg a 11,5Kg.

Para as mulheres grávidas de ICM maior que 30 (obesa), o ganho de peso deve ser de até 6Kg.

O importante é diagnosticar precocemente a obesidade. Não se deve perder peso durante a gravidez, considerando que o objetivo será aumentar entre 7,5 e 10,5 kg. Se deve sim, com a ajuda do obstetra ou de uma nutricionista fazer uma dieta balanceada. A restrição deve ser no máximo de 1.800 Kcal/dia. Se houver uma restrição maior corre-se o risco de cetoacidose de jejum e anormalidades neurológicas fetais.

Para que sua gravidez seja saudável, assim também para o bebê que vai chegar, o melhor que se tem a fazer é o pré-natal, desde o primeiro mês, seguindo a risca tudo que seu médico prescrever. Afinal, filho é para a vida toda.

Obesidade na gravidez
Matérias Relacionadas
Maternidade A Amamentação Reduz o Risco de Obesidade na Mãe

Todas já sabemos sobre os benefícios da amamentação para os bebês, mas existem benefícios para as mães também. Um deles,

Maternidade Diabetes Gestacional

O diabetes gestacional pode ser detectado antes ou durante a gravidez. Raramente causa complicações para a mãe e o bebê.

Maternidade Evitar a Retenção de Líquidos Durante a Gravidez

Durante a gravidez o nosso corpo sofre diversos tipos de mudanças, sejam elas físicas ou internas no nosso organismo. Uma

Maternidade Riscos de Gravidez Múltipla

Muitas mulheres além de sonharem com uma gravidez, sonham com uma gravidez múltipla. Mas este é um tipo de gravidez

Saúde da Mulher Relação entre Obesidade e Depressão

Duas condições muito sérias que têm afetado grande parte da população de todas as idades e de todas as partes

Comentário Anônimo(opcional)

Comentário com seu Facebook
Nenhum Comentario para Dicas "Obesidade Durante a Gravidez"