Gravidez em Meio à Separação

Gravidez em Meio à SeparaçãoQuase todo mundo conhece alguém que passou por isso, ou ouviu alguém contar. Um casal estava se separando ou já tinha feito, mas de um encontro íntimo em meio a essas circunstâncias levou a uma gravidez indesejada. Uma situação difícil de lidar, mas muito mais comum do que se pensa.

A situação de gravidez em meio à separação geralmente acontece porque a mulher abandona os seus habituais métodos contraceptivos – após a separação ou durante a crise no casamento – assim tendo um encontro casual com quem praticamente já faz parte do seu passado, existe uma boa chance de ocorrer uma gravidez indesejada.

O mais comum é que a mulher tome contraceptivos orais – que devem ser ingeridos diariamente para funcionar corretamente – começa a esquecê-los imersa no estresse da separação, ou abandona o método. O mesmo pode acontecer, talvez, se você usa o anel contraceptivo e nesse mês decide não renová-lo. É incomum, nesses casos, que o homem faça uso do preservativo masculino, porque não está acostumado a fazê-lo com quem até recentemente era sua esposa, ou porque o encontro sexual ocorre aleatoriamente.

Algumas mulheres também têm a fantasia de que, se elas não estão usando qualquer método contraceptivo, poderão evitar um novo encontro com o ex. À realidade é que este encontro acontece igualmente, e pior, resultando em uma gravidez indesejada.

Os psicólogos falam, nesses casos de razões inconscientes para gerar esse filho. Pode ser que com a dificuldade da separação e a dor da perda do cônjuge, um filho pareça preencher esse vazio e criar um vínculo que de alguma forma é indissolúvel. Além disso, pode haver um desejo de ficar juntos que se manifesta na “negligência”. A verdade é que muitos casais escolhem voltar a viver juntos com a notícia da gravidez, mas sem ter resolvido o problema de base que os levou a separação em primeiro lugar.

Se esta crise foi produtiva para colocar em prática mudanças no vínculo, refletir e remodelar o casal, bem-vinda seja essa criança e ela vai ajudar a fortalecer a nova união. Mas, mais frequentemente os problemas não se resolvem, e as consequências do conflito se refletem também na criança. Motivo mais que suficiente para procurar ajuda profissional e tentar levar adiante da melhor maneira possível o vínculo entre os pais, se mantendo ou não a relação de casal – uma vez que também é comum que os casais nessas circunstâncias continuem com a separação e criem seu filho juntos, mas sem conviver ou continuar sua relação amorosa.

Por fim, os especialistas aconselham não baixar a guarda com os métodos contraceptivos diante de uma crise ou separação. Se o casal reatar, vocês podem planejar um filho a partir do amor e do desejo, e não a partir da renúncia da situação que ocorreu sem ser planejada.

Separação! Ela também faz parte da vida...
Matérias Relacionadas
Intimidade Feminina Os Desafios do Relacionamento à Distância

Em algumas situações nos encontramos diante do desafio de ter um relacionamento à distância, mas logo pensamos que não é

Intimidade Feminina O que Fazer para não Deixar o Relacionamento Cair na Rotina

O grande desafio para que os relacionamentos sejam duradouros certamente está em não deixar que caia na rotina e manter

Intimidade Feminina Como Identificar se seu Relacionamento está Funcionando como Deveria

Hoje em dia tudo acontece e funciona muito rápido, inclusive quando se trata dos relacionamentos. Hoje as pessoas vivem juntas

Intimidade Feminina Terapia de Casais

Os casais estão durante cada vez menos na atualidade, mas é preciso entender que os problemas sempre vão existir e

Saúde da Mulher Massagens Relaxantes no casal para Fortalecer o Vínculo, Relaxar e Desfrutar

A vida em casal não é fácil e com o passar do tempo as responsabilidades, estresse e preocupações da rotina

Comentário Anônimo(opcional)

Comentário com seu Facebook
Nenhum Comentario para Dicas "Gravidez em Meio à Separação"