Falta de Educação? Basta!

Falta de Educação? Basta!Não é difícil perceber o quanto as boas maneiras e a falta de cortesia foram esquecidas. Seja na rua, escola, trabalho, filas, ônibus, metrô, em todos os lugares. Certas pessoas agem como se ninguém existisse, a não ser elas próprias e o que lhe seja conveniente. Infelizmente isto é um fenômeno que tem avançado rapidamente.

A falta de educação está intolerável. Um fala aos berros ao celular, outro passa na frente numa fila, o motorista fica acelerando sem parar no sinal amarelo, palavrões no trânsito como se fossem adiantar alguma coisa… A lista é enorme.

O que impera nas nossas cidades são pessoas egocêntricas e amantes de si mesmas. Muitos agem sem se importar com o outro. Eles têm um comportamento abusivo que anula literalmente o próximo. Estamos vivendo numa sociedade doente. Mesmo estando errados numa atitude, eles esperneiam até provar que estão certos.

Mas quem são eles?

Alguns sociólogos afirmam que o responsável por este fenômeno é a sociedade de consumo. Para outros, os adultos que agem assim, são simplesmente a continuação de uma infância e de uma adolescência sem limite. São indivíduos que possuem um ego exacerbado, onde seus desejos merecem ser concretizados, não podendo suportar a frustração assim como as crianças. Eles pensam que são donos do mundo e que tem uma superioridade em relação ao resto das pessoas.

Mas por que são assim? Acredita-se que as “boas maneiras” e o vínculo social não lhe foram passados no momento apropriado, pelos pais, por exemplo. Muitas crianças são deixadas em creches e escolinhas para que os pais possam trabalhar, e este momento precioso, a infância, em que a personalidade está em formação, muitas vezes é deixada por conta de terceiros. Ou não tiveram bons mestres ou ainda não tiveram uma pessoa importante como um cônjuge. Junto com o vínculo social vem o respeito pelo outro, pelo o que é do outro e pelo pensamento do outro.

A tendência atual é cada um ficar na sua. Todos são passivos. Estamos nos acostumando com a falta de civilidade. Temos medo de reagir e as razões são muitas: ataque verbal, medo de ficar isolada, agressão física a até morte. Hoje por um motivo torpe se mata e a impunidade ajuda para que este comportamento se prolifere a passos rápidos.

Já se dizia antigamente: “Uma andorinha só não faz verão”. Será? Por que então não começarmos nós mesmos sendo educados no trânsito, no trabalho, na rua, na vizinhança e dentro de casa ensinando nossos filhos a respeitar os limites dos outros. Se cada um fizer a sua parte, a sociedade toda será melhor.

São nos gestos mais simples que se faz diferença. Use e abuse do: Muito obrigada (o), com licença, por favor, as ordens e a mais difícil de ser dita: Desculpa!

Falta de educação no trabalho.
Matérias Relacionadas
Intimidade Feminina Reflexão para os homens

Os homens muitas vezes não compreendem os esforços das mulheres para manter tudo em ordem, estarem belas para eles e

Intimidade Feminina 5 Razões Para não Voltar com o Seu Ex

Uma situação muito comum é terminar um relacionamento e depois de algum tempo pensar em reatar. Existem muitos sites e

Saúde da Mulher Câncer de Mama, 10 Avanços e Novidades

O câncer de mama é muito temido pelas mulheres e a causa de um grande número de mortes ainda na

Intimidade Feminina Educação Global – Aprendizagem Transformadora

Atualmente todos estamos de alguma forma conectados com a informação imediata e veloz, interagindo em mundo cada vez mais globalizado

Intimidade Feminina Dê um Basta à Violência Verbal!

A comunicação faz parte da nossa vida, no âmbito familiar, no trabalho, com os amigos. Mas precisamos estar atentos a

Comentário Anônimo(opcional)

Comentário com seu Facebook
Nenhum Comentario para Dicas "Falta de Educação? Basta!"