Diga NÃO a Ditadura da Beleza

Diga NÃO ao Terrorismo da Beleza!Nossa sociedade veicula várias imagens de modelos, atores e atrizes jovens com corpos magros e sarados. Ditadura da magreza, o hedonismo… Hoje em dia o que a mídia mostra ser beleza é um corpo sarado e uma beleza fabricada. Que influência tem esses novos ícones sobre nós? Como evitar esse culto ao corpo?

Medidas impossíveis!

Não a ditadura da beleza! Quando vemos imagens das modelos na TV, é impossível que não sintamos vontade de sermos como elas. Todos e todas estão extremamente magros e magras, corpos esculturais… Enquanto a população mundial é totalmente diferente! No entanto, isso começa desde a infância: você se lembra da famosa boneca Barbie. Suas medidas transformadas para a escala de centímetros seriam: 95 de busto, 56 de cintura e 82 de quadril (sem mencionar o tamanho do sutiã).

Porém, como destacaram vários médicos, o contorno dos quadris de uma mulher deve ser de no mínimo 88 a 90 cm. Não existe quadril de 82 centímetros num corpo escultural como o da Barbie! Agora, o fabricante da boneca Barbie deu a ela formas mais humana. Quanto estrago aconteceu na mente de pré-adolescentes da época. Quanta bulimia, anorexia e outras enfermidades podem ter sido inculcadas na mente destas meninas. E até nos dias de hoje.

Honra à beleza

O corpo que todas, que são escravas da beleza, buscam não se contenta em estar bem proporcional. Além disso, você deve ser jovem. Basta verificar a idade das modelos que aparecem nas capas de revistas, cantoras ou atrizes que fazem mais sucesso… Somente a política é uma área onde a idade adulta é uma vantagem. Hoje cada vez mais é pregado que fazer academia é uma necessidade, gastar rios de dinheiro em cirurgias plásticas não tem problema, muito pelo contrário, resolve “todos” os seus problemas. Hoje na mídia veicula que o “cabelo” de certa atriz custou R$ 20.000,00. Mas como? E como faz a maioria esmagadora das mulheres que não tem tudo isso para gastar com o corpo todo, que dirá só com o cabelo?

Uma influência real

É certo que a imagem da beleza criada pela sociedade influencia nossos comportamentos. Desta forma, o “boom” dos produtos de emagrecimento, juntamente com a cirurgia estética nos demonstra isso. No entanto, o problema é que certas fases da vida são mais sensíveis do que outras. Assim, na adolescência, as jovens buscam sua identidade e muitas vezes se inspiram nas modelos. E é precisamente neste ponto que a imagem da magreza que transmite nossa sociedade pode acarretar vários problemas. Os distúrbios alimentares tais como anorexia, é um dos principais problemas.

No amor, não se deixe ser manipulada!

Não obstante, será que essa regra que transmite a sociedade pode ter uma influência sobre nossa escolha amorosa? De fato, a noção de beleza é, a priori, altamente subjetiva. Será que somos guiadas pelas imagens de televisão, revistas ou filmes? Acaso esta beleza não tende a padronizar os gostos e “forçar” as pessoas a ter o mesmo ideal? Seria esta a razão do crescente número de solteiros e solteiras? É evidente, é claro que os critérios para se encontrar um parceiro não podem e nem devem ser apenas focados no físico. Existem muitos outros fatores que devemos levar em consideração no momento (principalmente o caráter). Nenhuma ciência tem determinado com sucesso as razões que nos leva a se apaixonar! Portanto, dê preferência a critérios baseados em uma personalidade como a sua.

Como escapar?

Para escapar disto, além de se exilar em uma ilha deserta, as opções são poucas. Procure ser você mesma, mantenha um corpo saudável com uma alimentação balanceada, não para ter o corpo sarado, porém livre de enfermidades que decorrem do excesso de peso.

Volte sua mente para assuntos mais interessantes do que ficar horas a fio folheando uma revista e conhecendo a vida cheia de futilidades de atrizes, cantoras e modelos que muitas vezes sofrem por saber que um dia toda sua beleza vai acabar. Está aí a imensidão de dinheiro gasto com cirurgias plásticas. Muitas delas preferem ficar disformes do que apenas deixar-se envelhecer. Não que não se deva fazer um retoque aqui, outro ali, mas nada de exageros.

Faça coisas que te dão prazer: dance, viaje, leia livros interessantes, faça artesanato, faça uma escola de pintura, de música, de canto, enfim, volte sua mente para coisas mais saudáveis. Cuide de seu interior que com certeza o seu exterior será bonito seja do que jeito que for.

Aqui vai um texto de Augusto Cury para todas nós que sabemos que beleza física não é fundamental:

“O seu espelho não tem problemas,
você é que distorce a sua imagem.
Não há dois seres humanos iguais
nem duas belezas iguais.
Faça escolhas!
Tenha um caso de amor com você mesma.
Consuma menos produtos e mais ideias.
O tempo da escravidão acabou:
diga não à ditadura da beleza”.
 Augusto Cury (A Ditadura da Beleza).

Ditadura da Beleza
Matérias Relacionadas
Intimidade Feminina Obesidade Infantil: Dicas para a Prevenção

A obesidade é um problema grave e que tem crescido em todo o mundo, agora também afetando as crianças e

Intimidade Feminina Estereótipo de Beleza: uma Escravidão

Os meios de comunicação se tornaram uma forma de disseminar estereótipos de beleza que afetam as nossas vidas no dia-a-dia,

Cuidado com a pele Tratamento Facial e Corporal

Estamos sempre expostos à diversos tipos de doenças, tensões e pressões no nosso cotidiano, por isso é importante nos cuidarmos

Intimidade Feminina Os Principais Medos Femininos

Dizer que o medo é coisa antiga e que as mulheres de hoje não o conhece não é bem verdade.

Saúde da Mulher Estilo de Vida Saudável

Cada vez mais ouvimos falar sobre levar um estilo de vida saudável e devemos saber que o conceito de saúde

Comentário Anônimo(opcional)

Comentário com seu Facebook
Nenhum Comentario para Dicas "Diga NÃO a Ditadura da Beleza"