Nosso Cabelo Precisa se Alimentar

Nosso Cabelo Precisa se AlimentarNosso cabelo tem vontade própria, vocês já perceberam isto, não é? Pois bem são muitos os fatores e condições que afetam a beleza e a saúde do nosso cabelo. Aqui estão alguns fatores: genética própria de cada pessoa, hormônios, idade, toxinas ambientais e a alimentação. E claro sem contar os tratamentos externos que aplicamos que podem ser mais ou menos agressivos.

O cabelo é uma parte essencial do nosso corpo. Ele faz parte de um todo. Se o corpo sofre, com certeza o cabelo sofre e ainda mais, ele é o primeiro a sofrer as consequências. Até poderíamos dizer que o nosso cabelo “fala” quando a coisa não anda bem.

O folículo piloso: O folículo piloso é o que chamamos de reservatório. É o local onde se encontra o cabelo. É aqui que vai se determinar seu crescimento e onde ocorre a substituição dele. Poderíamos dizer que o folículo piloso é a “fábrica de cabelo”.

As células dos folículos pilosos se regeneram lentamente, leva cerca de três meses. E o cabelo só cresce geralmente uma média de 5 cm por mês, assim o cabelo que aparece é o reflexo das mudanças hormonais ou outra carência há 4 meses atrás.

Para se ter o cabelo saudável, as proteínas são as substâncias mais importantes. De cada 100 calorias ingeridas, 10 serão de proteínas para reparar os tecidos do nosso corpo. Para que esta proteína chegue aos folículos capilares o consumo deverá ser de 30% a 40% da sua alimentação diária.  Caso esta ingestão de proteínas não seja suficiente o folículo sofrerá posteriormente.
As proteínas são encontradas no frango, peixe, carne vermelha, ovos e derivados do leite.

Outras substâncias devem ser adicionadas na sua alimentação no dia a dia, que são os minerais, ácidos graxos, silício e o MSM (metilsulfonilmetano).

Minerais: Os minerais mais importantes e onde encontrá-los:
Magnésio – leguminosas, carne, leite, cereais de trigo integral, vegetais verde escuros e castanhas.
Ferro – melado de cana, leguminosas, camarão, vegetais verde escuros, fígado, gema de ovo, carnes em geral, grãos integrais enriquecidos e ostra.
Zinco – gérmen de trigo, fígado, leite, ervilha, feijão, arenque, flocos de farelo de trigo, pão integral, carnes e aves.

Ácidos graxos: Os ácidos graxos são considerados “gorduras boas” e o nosso corpo necessita deles. Podemos encontrar em: peixes e óleos vegetais, como soja, milho e girassol.

Silício: O silício é importante para o folículo piloso e pode ser encontrado em: espinafre, vagem, pepino, lentilha, coentro como tempero, aveia, manga, banana, tangerina, abacaxi, frutas secas (principalmente as tâmaras), produtos integrais (arroz, pães e massas em geral).

MSN (metilsulfonilmetano): O MSM (metilsulfonilmetano) é um tipo de enxofre na forma orgânica encontrado na natureza em organismos vivos. Pode ser obtido das águas dos oceanos que é quimicamente transformado em um pó cristalino, branco e inodoro e solúvel em água quente. Adultos normais precisam de 0,2 mg/kg. São excretados pela urina na quantidade média de 4 a 11 mg por dia. São encontrados nos seguintes alimentos: vegetais crus, legumes amarelos, vermelho e laranja quando consumidos crus; aves, peixes e carnes; ovos e leites; frutas vermelhas, amarelas e verdes, como: uvas, maçãs, bananas e morangos.

O importante é você procurar entre estes alimentos os que podem ser consumidos crus, pois ao serem levados ao fogo perdem uma quantidade importante de MSM.

Hormônios

Dois hormônios do nosso organismo estão diretamente ligados na quantidade, qualidade e crescimento do cabelo, são eles: o hormônio da tireóide e a testosterona.

Este problema afeta a maioria dos homens, porém as mulheres não ficam de fora. Nas mulheres, o excesso de testosterona pode fazer com que os cabelos fiquem mais finos, provocando sua queda. Quando a testosterona é metabolizada no nosso organismo gera o DHT, que é a hidrotestosterona. Por isso o nível deste hormônio aumenta. Quando se consegue bloquear ou reduzir a quantidade de DHT, a queda de cabelo cessa.

Já o hormônio da tireóide também pode provocar a queda do cabelo e perda da espessura. Este problema é mais comum nas mulheres. Tanto o excesso ou a deficiência de iodo pode provocar um mau funcionamento das glândulas tireóides e consequentemente o hormônio produzido por ela.

Por isto a necessidade de procurar ajuda médica se a queda de cabelo for frequente e em grande quantidade. Apenas com um simples exame de dosagem dos hormônios se chega a um diagnóstico.

Suplementos vitamínicos

Como as células foliculares levam 3 meses para se regenerar então é preciso esperar um tempo para que o tratamento seja eficaz. Eis alguns destes suplementos:

Estimuladores da queratina: O cabelo é formado principalmente de queratina, que é uma proteína que constitui a fibra capilar e que contém uma grande quantidade de minerais, tais como:  zinco, enxofre, etc. É lógico que se estimularmos a produção de queratina melhorará a saúde do cabelo. A queratina é produzida pelo nosso organismo a partir de proteínas e aminoácidos.

Por isso precisamos de alimentos ricos em proteínas e os principais são: derivados do leite, carnes, vegetais, feijão, nozes e grãos integrais.

Os nutrientes necessários são multivitamínicos e minerais principalmente o zinco, selênio, cobre, cromo e magnésio.

O MSM (metilsulfonilmetano) é essencial na produção de queratina. Se você quiser aumentar estes elementos e não quiser tomar suplementos via oral alimente-se de: couve, couve de bruxelas,  couve-flor, repolho,brócolis, nabos, agrião, etc. Melhorando a produção de queratina, o crescimento do cabelo, sua espessura e seu brilho também sofrerão melhoras.

O Omega 3 é um  importante suplemento vitamínico. É encontrado nos óleos de peixe e de linhaça. Já o ômega 6, sob a forma de ácido gama linolênico, é encontrado em óleos vegetais como o de prímula, borragem ou groselha. Estes óleos fazem com o que o cabelo seja mais flexível, como o óleo natural do cabelo.

O silício ajuda na produção de colágeno, queratina e elastina. Além de ser encontrado nos seguintes alimentos: espinafre, vagem, pepino, lentilha, coentro como tempero, aveia, manga, banana, tangerina, abacaxi, frutas secas (principalmente as tâmaras), produtos integrais (arroz, pães e massas em geral), também se encontra numa planta chamada comumente de cavalinha.

Bloqueadores de DHT (hidrotestosterona): O excesso de DHT pode causar queda dos cabelos, por isso é importante bloquear a formação de DHT.

Existe uma planta nativa da China, He Shou Wu ou também conhecida como Fo Ti que é amplamente usada para restaurar o cabelo danificado. É encontrada em lojas de produtos fitoterápicos.

Para bloquear a produção de DHT temos também a Saw Palmetto, que é o extrato de um fruto nativo dos Estados Unidos que são vendidos em lojas de produtos fitoterápicos em forma de cápsulas. Ele age bloqueando a enzima 5-alfa-reductasa e por isso impede que a testosterona seja convertida em DHT.

A isoflavona da soja ajuda na redução dos níveis de LDL (colesterol ruim) que produz a enzima alfa-reductasa (que transforma a testosterona em DHT), como também atua removendo os hormônios androgênicos, que ocupa o lugar do estrogênio.

Beta-sitosterol ou fitosteróis: estes têm propriedades anti androgênicas e ajudam a reduzir os níveis de colesterol.

O óleo de semente de abóbora: existem estudos que indicam que este óleo pode destruir a DHT (hidrotestosterona) no fígado como também diminuir seus níveis, reduzindo assim a atividade da enzima 5-alfa-reductasa.

Extrato de Pygeum africano: este extrato é retirado de um tipo de ameixeira africana, a Pygeum, que é rico em fitosteróis (como por exemplo, o beta-sitosterol) que tem como função inibir a ação da DHT, reduzindo por sua vez os níveis de prolactina e colesterol na glândula da próstata (nos homens) e também diminui receptores da DHT.

A baixa nos níveis de Zinco ou mesmo a falta pode provocar queda do cabelo. O suplemento de Zinco age bloqueando a absorção de cobre. É por isso que os suplementos vitamínicos devem conter ambos os minerais.

Alimentação para os folículos

Biotina: também chamada de vitamina H, vitamina B7 e vitamina B8. Ela é importante para o crescimento do cabelo, a produção de ácidos graxos, metabolismo das gorduras e dos aminoácidos. É muito usada na composição de xampus e condicionadores com a função de fortalecer os cabelos, deixá-los mais flexíveis e principalmente combater a queda.  Existe também a biotina em cápsulas. Mas se você não quiser nada de medicação, existem vários alimentos que são ricos em biotina. São eles: laranja, iogurte, nozes, soja, gérmen de trigo, melão, abacate, aveia, suco de espinafre, gema de ovo, alfafa germinada, pólen de flores e levedo.

Dose diária de biotina: 30 ug / dia.

Sinais de alerta que o cabelo dá

Não podemos saber ao certo quantos fios de cabelo temos na cabeça. Acredita-se que seja por volta de 90.000 a 120.000. Se ao lavar a cabeça ou escovar os cabelos você perceber que caiu mais do que o normal, é um sinal de alerta, pois seu cabelo pode estar ficando frágil. Ou que o folículo está com problemas produzindo assim fios de menor qualidade.

Se você fizer um rabo de cavalo e notar que ele está mais fino, também pode ser um sinal. É bom saber que fazer rabo de cabelo não provoca queda e nem fragiliza o cabelo.

O calor (dos secadores, chapinhas, etc.) e os produtos químicos não cuidam do cabelo corretamente, ao contrário podem contribuir para que um cabelo de baixa qualidade fique fácil de quebrar e com uma aparência de mais fino.

Se você quiser melhorar a qualidade do seu cabelo coma bastante proteína.  Se sua alimentação for pobre em proteínas pode provocar um déficit de nutrientes e problemas no seu cabelo.

Se você é daquelas que extrapolam na lavagem e no uso de secador e chapinhas, cuidado! Isto pode aumentar o problema, fazendo com que o cabelo fique ressecado e danificando ainda mais o cabelo. Uma solução fácil é rever os hábitos.

O cuidado em escolher os produtos deve ser levado á sério. Tratamentos mirabolantes que você nem sabe se dá certo, é preferível nem tentar. Alguns produtos têm em sua composição o laurilsulfato de sódio, que é o produto que limpa o fio capilar, e sendo o mais barato é usado por quase todos os produtos. Ele tem um alto poder de fazer espuma e é um ótimo agente de limpeza. Outro produto é a trietanolamina que é um regulador de pH e conservante como o parabeno (usados como conservantes em cosméticos contra fungos e bactérias)  e o diazolidinil uréia. Estes produtos quando em contato diariamente com os cabelos acabam danificando já que são produtos muito fortes.

Alguns produtos naturais como a vitamina E, camomila, alecrim, cavalinha, aveia e sabugueiro são benéficos para o cabelo frágil. Mesmo que o resultado demore um pouco para aparecer, porém é melhor prevenir do que remediar.

A influência da alimentação na saúde dos cabelos
Matérias Relacionadas
Dicas para cabelos Alimentos que Melhoram a Saúde do Cabelo

Um cabelo bem cuidado deixa o look da mulher muito mais bonito. Venha saber quais alimentos melhoram a saúde do

Dicas para cabelos Dicas Incríveis para Cabelo Tingido

Hoje vamos te contar sobre algumas boas dicas para cuidar dos cabelos tingidos, já que estes sofrem muitos danos causados

Dicas para cabelos Dicas para Conseguir um Alisamento Permanente com Queratina

Se você tem o cabelo crespo e volumoso, e gostaria de ter um cabelo sedoso e liso durante um longo

Dicas para cabelos O Uso de Babosa Contra a Queda de Cabelo

Um problema que assombra todas as pessoas, especialmente as mulheres é a queda de cabelos. Mas uma solução natural e

Dicas para cabelos Nutrição para os Cabelos – Proteínas, Vitaminas e Sais Minerais

Ter cabelos belos, sedosos e saudáveis já não é um desejo exclusivo das mulheres, mas também dos homens. Para isso,

Comentário Anônimo(opcional)

Comentário com seu Facebook
Existem 2 Comentários para a Dica "Nosso Cabelo Precisa se Alimentar"
Vânia Luz

Gostei do post, exceto a parte que o escritor(a) diz que o cabelo cresce 5 cm ao mês. um cabelo normal e sadio, cresce cerca de 1cm por mês, pode varias à 1,5cm. mas o normal mesmo é 1cm

Felipe Mello

Olá amigos, eu estava com uma queda de cabelo muito grande e vários cabelos brancos e comecei a tomar o fo-ti, logo no primeiro mês de uso do fo-ti minha queda praticamente desapareceu e na raiz dos cabelos brancos começou a pegar cor, no terceiro mês de uso eu já não tinha mais queda nenhuma e nem cabelos brancos, esse fo-ti aumentou minha autoestima, pena que no brasil é difícil de encontrar, eu comprei pela internet e em 5 dias entregaram aqui no meu endereço.