Beleza Compulsiva: Quando a Estética Atropela as Emoções

Beleza Compulsiva: Quando a Estética Atropela as EmoçõesMuitas mulheres pensam que devem estar lindas nos 365 dias do ano e para isto entram e saem de esteticistas, médicos e qualquer clínica em busca de satisfação. Por que a aparência é mais importante do que as emoções? Até quando essa busca pelo perfeito é benéfica e quando passa a ser nociva? É sobre isso que vamos falar.

Vamos ver primeiro o conceito de “emoção estética”: É o sentimento que temos em relação à arte, uma música, uma pintura ou uma dança. Essa emoção que nasce diante de uma arte, pode ser transferida às mulheres que querem “ficar melhores” eliminando o que as perturba esteticamente para que sejam 100% bonitas. Isto pode ser visto nas clínicas de estética no dia a dia. Existem prós e contras de unir a estética às emoções?

Vejo-me Bem, Por Isso Me Sinto Bem!

Nos últimos tempos temos visto que tanto a beleza quanto a aparência tem sido enaltecida ao extremo. O modelo feminino foi construído com uma série de exigências e a beleza é uma delas. Hoje é preferível ser bonita a ser inteligente. Mas socialmente, a mulher deve ser inteligente e bela.

Algumas mulheres nunca estão satisfeitas com seu próprio corpo. São infinitas as mudanças que querem fazer. Estas consideram o corpo uma obra de arte que nunca vai estar completamente terminada. Sempre vão ter algo para arrumar, aumentar ou diminuir. Sempre faltará um detalhe. Tudo isso para estar bonita.

E o que dizer da pressão social, mudanças estéticas que variam de uma época para outra. E o gosto pessoal? Muita coisa pesa na hora de uma mudança e as mulheres sabem e muitas pagam um preço muito alto por isso. Muitas vezes com a própria vida.

Quando a Estética Fala Mais Alto

Embora seja importante conservar um look agradável para manter a autoestima, é preciso ter limites quanto aos excessos estéticos. Nestes casos as pacientes precisam sempre estar fazendo “algo”, dependentes de inovações e de tratamentos não comprovados. Tudo em prol de ficar “ainda mais bonita”.

Essa busca desenfreada pela beleza domina e governa as emoções. A pessoa perde completamente a sensatez e vive cada vez mais para a estética. E muitas vezes vira obsessão.

Em primeiro lugar aparece o pavor ao envelhecimento.  Contra ele lutam incansavelmente. Não gostam de falar sobre o assunto. Sua meta: Jovem para sempre! E todas nós sabemos que isto é impossível e que o tempo passa para todos. É inevitável.  No entanto, cada idade tem sua beleza própria. Não se deve querer aparentar uma juventude inexistente, antinatural e forçada demais. Entretanto essas pessoas perdem a noção do ridículo e fazem de tudo para ter uma aparência jovem modificando cada vez mais o corpo e ficando cada vez mais longe do “normal”. 

O que essa pessoa quer em primeiro lugar é se sentir feliz com a mudança estética.  Só que essa felicidade dura muito pouco. Em um curto espaço de tempo, ela estará insatisfeita com outra coisa, pois ainda não está com o corpo que deseja.

Quando o Médico Diz “Basta”

Há mudanças corporais em que os resultados são drásticos, intensos e irrevogáveis. Nestas situações, o profissional da estética deve colocar limites e explicar o porquê de recomendar outro procedimento ou intervenção.

Com certeza esta é a tarefa de um especialista sério, comprometido e focado no bem estar estético, emocional e psicológico de suas pacientes. No entanto, a mulher que não consegue encontrar um limite para a estética e não aceita um “não” como resposta, costuma sair de um médico e procurar outro, até que um diga sim à sua doidice.

Infelizmente para muitos médicos o mais importante é o dinheiro. Ele sabe que se ele não fizer, outro fará. E nessa ambição desvairada acaba comprometendo muitas vezes sua reputação e acabando com a vida da paciente que só precisaria de uma ajuda psicológica.

Leia também: “Mitos e Verdades da Beleza“.

Estéticas Permitidas

Existem alguns tratamentos simples, através do qual as mulheres que frequentam uma clínica conseguem boa aparência, sem grandes mudanças. São pequenos retoques que fazem grande diferença e que realçam seu brilho natural e melhoram seu estado de ânimo.

Há certos cuidados que são essenciais no momento de optar por uma mudança estética. São eles:

Que não sejam agressivas.

Isto garante que você fique satisfeita e se sinta bem com procedimentos pequenos. Por sua vez, não implicam grandes mudanças sem que busque uma opção melhor sem cortes, manchas ou sala de cirurgia. São exemplos:

Ozonioterapia: O ozônio tem um efeito regenerador das células. Isto por que o ozônio tem o poder de transportar oxigênio até os capilares menores, prevenindo assim o estresse oxidativo (que é o desequilíbrio entre remoção e formação de agentes oxidantes no organismo), que é um dos responsáveis pelo envelhecimento celular prematuro.

Eletroporação: Também conhecida como mesoterapia virtual. Com a ajuda de um aparelho que emite correntes elétricas, este faz com que os poros das membranas celulares sejam abertos e permitindo assim que o produto seja absorvido com maior facilidade. É um tratamento totalmente indolor. Muito bom para celulites, flacidez e gordura localizada.

Carboxiterapia: Consiste na infusão de CO2, ou seja, dióxido de carbono em diferentes camadas da pele. E isto permite a mudança da textura da pele e melhora a circulação sanguínea. Muito usado nos casos de gordura localizada, estrias e celulites.

Que seja reabsorvido sem trazer nenhum dano.

Este ponto é muito importante, pois depois de realizado o procedimento se a cliente não ficou satisfeita a garantia de que o produto será reabsorvido pelo organismo já deixa qualquer uma mais tranquila. Se ao contrário, ficou do jeito que a cliente desejava, então basta fazer novamente. São exemplos:

Ácido Hialurônico: É utilizado para minimizar rugas rejuvenescendo assim o rosto deixando a pele mais lisa. Também usado para volume em certas partes como: maçãs do rosto, lábios e queixo. O tratamento é feito através de pequenas infiltrações de ácido hialurônico. Quando se faz a primeira aplicação, deve-se fazer o retoque logo após 6 meses, enquanto que depois da segunda aplicação o retoque pode ser feito em 3 meses.

Botox: Sem sombra de dúvidas é o procedimentos mais usado no mundo inteiro. É ideal para o preenchimento de rugas faciais tanto leves quanto profundas. Com o passar do tempo, o botox é reabsorvido, o que requer novas aplicações. 

Que se preocupe com o grau do problema.

Tendo este cuidado, com certeza, se fará o procedimento correto, sem exageros. Sempre que possível o tratamento deverá ser mais intenso se a patologia for severa, e moderado se a patologia for leve. Por exemplo:

Plasma enriquecido com fatores de crescimento – também conhecido com PRP (Plasma Rico em Plaquetas): Para este procedimento é usado o próprio sangue da paciente, que é centrifugado para separar as partes do sangue. Uma dessas partes é o plasma que é introduzido na pele afetada por meio de micro injeções. A anestesia é tópica, não sendo necessária a sedação. Muito usado no caso de celulites em estado avançado.

Radiofrequência: este procedimento é bem simples, porém muito bom para ativar as fibras de colágeno e elastina, corrigindo assim a textura da pele. Além de influenciar na textura da pele, firma e modela as zonas que tem tendência à flacidez e acúmulo de gordura. É muito usado nos casos de celulite de grau leve.

Que a paciente possa apreciar desde a primeira sessão.

Embora esses procedimentos exijam uma nova sessão, contudo na primeira sessão já se nota grandes melhoras. Se o tratamento for contínuo serão alcançados melhores resultados. Por exemplo:

Drenagem linfática manual: Tem como principal função ativar os gânglios e vasos linfáticos com o objetivo de eliminar o excesso de líquidos. É feito de forma suave e bem específica, tendo o cuidado com a pele da paciente.

Mesoterapia: Utilizando micro injeções, essa técnica, incorpora elastina e colágeno na pele. Deste modo, o tecido cutâneo se recupera, reafirma e renova sua aparência.

Pressoterapia sequencial: O procedimento é parecido com a drenagem linfática, porém de forma mecânica onde são utilizadas, por exemplo, botas pneumáticas que inflam e desinflam. Desta forma são eliminados os líquidos e também as gorduras que são excretadas pela urina e ao mesmo tempo modelam as pernas e melhora muito a circulação. 

Eletroestimulação-Corrente Russa: Por meio de ventosas com eletrodos que enviam pequenos choques elétricos, este procedimento combate a flacidez que causa a celulite. Esses choques fazem com que seja gerada a contração muscular e isso fortalece e tonifica a região tratada.

Compulsão por beleza – Parte I
Compulsão por beleza – Parte II

Compulsão por beleza - Parte III
Matérias Relacionadas
Cuidado com a pele Tratamento de Chocolate

O chocolate não é apenas um alimento delicioso para o nosso paladar, mas atualmente tem sido muito utilizado em terapias

Beleza da Mulher Peeling Corporal com Base de Café

A pele precisa de cuidados para estar sempre saudável e bonita, para isso existem várias técnicas e tratamentos para te

Cuidado com a pele Açúcar Para a Pele? Como Assim?

Quando pensamos no açúcar para a saúde logo o associamos como um vilão. Mas o açúcar pode ser um grande

Beleza da Mulher Bepantol: Um Aliado da Beleza

Antigamente o medicamento Bepantol era apenas usado para dermatite nos bebês, contudo tem sido utilizado pelas mulheres para uma infinidade

Saúde da Mulher Por que não devo Remover Cutículas?

Ao contrário do que todas nós pensamos as cutículas não devem ser removidas. E isso pode proporcionar muitos benefícios para

Comentário Anônimo(opcional)

Comentário com seu Facebook
Nenhum Comentario para Dicas "Beleza Compulsiva: Quando a Estética Atropela as Emoções"